José Tadeu Alves
Arte é movimento, sua alma está em chama, então você cria...
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Eterno agora...
Aquele instante ainda me vem,
como um eterno agora
que insisto em buscar resposta
para entender o que fiz,
ou o que deixei de fazer...!
Como um pretérito perfeito
ainda espero você
para conjugar-te no presente...
Ainda sinto os aromas
e sons, que ritualizaram nossa passagem....
Ainda sinto o perfume
do café fumegando sobre a mesa,
enquanto a luz de seus olhos procuravam
pelos meus olhos...
Buscando entender
e aceitar o que o nosso coração
nos impusera...!
Ainda a vejo, olhando dentro de mim
como que pudéssemos entender
ou que poderíamos fazer?!
Ainda vejo o brilho dos meus olhos
refletidos dentro dos seus!
Linda e exuberante...
Cabelos esvoaçantes,
sorriso em si impreciso...
Buscando respostas à volta....
Ainda a vejo em disparada
tentando fazer o tempo parar....
Ainda vejo, um cantinho de seu riso
pelos becos de meus eus...
Sinto seu cheiro suave de mulher...
Procuro pelo seu olhar profundo
tentando se entender, buscando
respostas desse mundo, n`outro mundo,
de mim ou de si...
Dizendo sins e nãos...
Respostas que gerariam
nada mais que novas
e intermináveis indagações...
Ainda queima em minha boca,
o beijo que não lhe dei!
A distância que nos separa
me perturba!
É como se fôssemos um do outro,
presos em dimensões sutis,
e ligados apenas por poucos passos...
Que surpresas, a vida nos reserva?!
Nos mostra fatos e coisas, que nem sempre
a lógica é capaz de mensurar!
Seria uma lição de vida?
Ou um ponto de partida, para
que repensemos nossa estrada
ainda não toda construída?
Ou mais uma sala de espelhos, ou
um jardim secreto, forjado
nos labirintos de sonhos
mais seletos...
Aquele instante, ainda me vem
como um eterno agora...









José Tadeu Alves
Enviado por José Tadeu Alves em 08/07/2009
Alterado em 27/10/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários