José Tadeu Alves
Arte é movimento, sua alma está em chama, então você cria...
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos



Á minha filha Érica Maria...

Estais bem aí,
a vigiar-me de perto!
Com seu olhar inocente,
e com pensamentos incertos...
Com zelo de guardiã...
E o gênio de guerreira!
Minha pequena Érica Maria,
Minha última cria!
Meus pequenos olhinhos de jabuticaba!
Minha Joia Mineira!
Atenção firme em todos
os meus movimentos...
Tudo ficaria sempre bem,
contanto que eu não fosse sair de perto!
Daí, seria uma longa conversa,
ao seu estilo...de não vá!!!
Ela sempre intuitiva...
Dessas que não abria mão de resolver
com rápida solução:
Um longo e afinado choro...
seguido de gritinhos estridentes...
Pequenas e inocentes ameaças de um anjo...!
Que na verdade só vaticinavam
‘‘O dia em que nos separaríamos...
por um longo tempo!’’
Para quem não aceitava... um breve
tchau, que diria um adeus?!
Minha linda pequena... foi para longe!
fez uma inesperada viagem...
Foi viver em nova cena,
voltou para Barbacena...
num “momento matinada!”
Ela...talvez quisesse me mostrar algo...
sem querer...
Que muitas vezes na vida,
precisamos mesmo. ‘‘é brincar de esconder...
Para que não nos percamos um do outro...’’
Deus nos mostra certas saídas,
para que possamos
refazer uma nova entrada!
Temos muitas vezes,
que traçar novas metas,
para redescobrirmos
as melhores coisas que fizemos
em nossa vida...!
Minha filha,
Espero que sempre sejas essa pequena grande guerreira
que conheci, e que jamais tire essa armadura dourada!
Segue seu caminho...
E que ele sempre a ilumine durante os dias,
e clareie para que eu lhe veja
mesmo que distante estejas, que seja,
num facho de proteção...em divino lume...
Deus lhe guarde em todos os momentos
Que seu Anjo esteja sempre contigo!
Que suas noites sejam sempre estreladas...
Que sua vitória esteja bem marcada!
Pois nasceste para vencer!
És um pedacinho mais que precioso de mim!
Te amo eternamente!
seu pai.
José Tadeu Alves
Enviado por José Tadeu Alves em 26/05/2017


Comentários