José Tadeu Alves
Arte é movimento, sua alma está em chama, então você cria...
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Tempo
Tempo...
Sempre me lembro de você.
Em meu pensamento, passas ainda por mim!
O meu tempo passou pra você...
Mas você, ainda não passou para mim...
Meu tempo travou guerra em meu ser...
Não deu trégua nem pra si!
Vejo-me todos os dias com certo zelo ao espelho...
Vejo que fiquei mais velho!
Nem mesmo eu, que jurei jamais ficar!
O inexorável tempo insiste em me convencer,
e passa depressa sem cessar!
Vejo alguns amigos ficando com marcas na face...
Os cabelos mostram sinais de prata...
Alguns mudaram bastante, até na postura...
Uns ficaram maiores, outros menores...
Outros, até melhoraram!
Uns infelizmente, perderam-se na vicissitude..e ficaram ainda piores!
Bobo de mim, que me iludi no tempo...
Pensando que jamais ficaria velho...
Busquei agradar costumes, alimentar valores...
Atendi aos apelos modelos e modus vivendis.
Será que isto me ajudou a viver melhor?
Mas estou ficando velho... igual a todo mundo!
Uns correm outros caminham...Outros se esticam no
cirurgião plástico... se viram como podem...
Até a maquiagem ajuda!
Mas o tempo... não dá trégua! Ele está sempre vigilante,
léguas à nossa frente e nunca conhece freio!
Não tem começo nem fim...
Pena que a gente fica no meio!
Todas as manhãs, acordo tentando enganá-lo!
Sorrio, faço gestos, fingindo ser mais forte...
Respiro fundo, olho pra ele com bondade...
Tem dias que até faço macaquices:
Canto, danço, finjo não ligar!
Mas o tempo sempre chega primeiro ao espelho!
Parece que quando sorrio, ele de vergonha, fica vermelho.
Acho que ele ri de mim!
Mesmo assim, não tem cara-de-pau!
tão pouco tem forma... Por isso, ele se esconde dentro de si...
Que bom, que Deus criou a ilusão!
Quando banhamos, o banheiro fica esfumaçado!
Aproveitando esse bom momento, para olhar meio de lado,
minha imagem refletida no espelho, parece que esconde
a vergonha do tempo, que se pintou de vermelho!
Passo a toalha limitando um espaço e consigo,
entre brumas, rever aquele jovem sonhador...
que assistiu  Highlander , que ainda, por direito,
finge estar jovem e belo!
Mas num sopro hiato vento,
volto  à  realidade...
Aí, vão todos embora...
A força, poder e mocidade!
O que resta, diante do espelho;
é tão-somente um reflexo de um sonho!
Vale a pena pensar em imortalidade?!
...Um novo velho que precisa lembrar com sabedoria.
O que  importa mesmo, não é um reflexo;
e sim, a saúde ou que mais; a beleza do presente
as boas lembranças do passado!
A boa convivência em família... e amigos verdadeiros e
quem nos ama desinteressadamente!
Esses, fazem um curativo bem anestesiado
num presente bem vivido!
Ou se ainda buscarmos uma outra máxima:
Estar jovem, não é exatamente ser jovem!
Ser velho, não é necessariamente envelhecer!
       Acredito que a vida é tudo isto!
...Esse mistério sem compromisso!
Tempo...
Talvez um brinquedo sério que Deus inventou,
para nos mostrar o valor de medir nosso tempo!
Não pelo total do tempo vivido,  mas pela qualidade de cada dia e cada momento...









José Tadeu Alves
Enviado por José Tadeu Alves em 22/04/2009
Alterado em 31/12/2016
Comentários