José Tadeu Alves
Arte é movimento, sua alma está em chama, então você cria...
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

N E Q E A V
O dia em que te encontrei
Tudo parou,
minha vida passou por mim
num vendaval ensurdecedor.
Sorri, sofri e nada entendi.
Escondi meu rosto vertido em lágrimas,
quando o silêncio se fez.
Olhei dentro de seus olhos,
mais uma vez.
Você  notou...
Sentimos que não era
a primeira vez.
Mergulhando  em minh`alma
naquele instante, descobri
que  éramos como um espelho vivo,
duas vidas em uma.
Uma imagem refletida respingada
de lembranças de um passado,
um passado muito distante...
Senti neste momento como
se fosse um jardineiro,
Um jardineiro cósmico...
Tentando desastradamente
segurar estrelas cadentes,
que por entre meus dedos,
insistentemente tentavam  fugir.
Me inspirei em uma canção
para  buscar você...
Tentei  Buscar o eco
Que ainda se reverberava
por todo meu ser.
Anjo Meu...
ao seu lado sinto-me como um pergaminho.
Um pergaminho escrito
em  idioma ainda não traduzido.
Escrito com o fogo, água e vento,
ternura em forma de pensamento.
Poeira das estrelas...

Tradúza-me!

Nunca Esqueça Que Eu Amo Você

José Tadeu Alves
Enviado por José Tadeu Alves em 20/04/2007
Alterado em 26/06/2018
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários